Nervura de travamento

A nervura é uma ferragem perpendicular ao trilho. Tem como objetivo aumentar a estabilidade, combater a deformação diferenciada e aumentar a rigidez do conjunto.

Em lajes unidirecionais elas são obrigatórias sempre que o vão livre for maior que 4,00 m e acrescentar mais uma a cada 2,00 m.

Porem em alguns casos dependendo do vão e sobrecarga é interessante adicionar nervuras para combater a deformação da laje excessiva da laje, desde que, os apoios laterais estejam preparadas para receber uma parcela da carga da laje.

Abaixo temos um exemplo da deformação da laje em relação ao numero de nervuras.

Utilizaremos uma LT16 EPS TR12 (10+6) com 150 Kgf/m² de sobrecarga acidental e 50 Kgf/m² de permanente com um vão livre de 3,80 m.

Laje sem nervura
Laje com uma nervura

Nessa caso a flecha no centro do vão permaneceram as mesmas enquanto próximo aos apoios laterais temos uma diferença significante.

A flecha limite para essa laje é de lx /250, isto é, 1,56 cm. Portanto, nesse caso, tanto contra-flecha como nervura são opcionais.

Já no exemplo abaixo tanto a nervura quanto a contra-flecha são obrigatórios, mesmo a laje com vão inferior a 4,00 m.

Agora adotaremos uma laje LT20 EPS TR16 (14+6) com 300 kgf/m² de sobrecarga acidental e 1400 kgf/m² de permanente com um vão livre de 3,80 m. Pode parecer exagero, mas uma piscina sobre a laje tem aproximadamente essa sobrecarga.

Laje sem nervura
Laje com três nervuras

Para montar a nervura deve separar as capas e utilizada uma taboa ou canaleta como suporte para a ferragem e concreto.

Nervura com tabua.
Detalhe canaleta multifuncional.

Um erro comum é posicionar as armaduras da nervura na face superior da laje. Nessa caso a ferragem esta como uma armadura de distribuição e não como nervura.

Ferragem na face superior da laje.